T.R.E.E

by - 18:31



Olá amadxs seres de luz, espero que estejam bem!
Este está sendo o primeiro post do ano e é algo extremamente importante para mim.
2018 é um ano de trabalho e expansão. Seguimos sob a Era de Aquário, o ciclo de Saturno e um ano regido por Júpiter. Ainda estamos engatinhando nesta era que vem pra revolucionar e trazer o novo, portanto, estamos vivendo um período de transição entre os velhos padrões e os novos. Para isso, muito precisa ser repensado, explicitado e purificado para dar lugar a nova frequência. E se estamos vivendo este início da nova era é porque viemos para trazer a mudança. A revolução aquariana vem não pelas guerras ou violência, afinal, aquário é o signo do humanitarismo. A revolução virá da nossa fonte interior, da força de nossa essência e do amor que une e conecta a tudo que existe. Então, demos início ano passado ao ciclo de Saturno, aquele que vem como o arquétipo do Pai, colocar ordem e limite na bagunça que está o mundo. O ciclo anterior pertenceu ao Sol e ao brilho pessoal que, de maneira mal utilizada, acabou por tornar-se um ciclo de egoísmo e individualidade. Saturno está mostrando todo nosso lixo, nossa sombra, para que possamos olhar para isto e decidir transformar. Por fim, 2018 é regido por Júpiter, o maior planeta do sistema solar, aquele que traz a expansão de consciência! Os assuntos filosóficos, religiosos e espirituais vão ser bem atrativos, e a sabedoria que vêm através da evolução pessoal será uma forte guia para sabermos o que plantar e o que semear neste momento. Aproveitando-me de toda esta energia cósmica, venho compartilhar minhas ideias e meus projetos que podem contribuir para esta fase tão crucial de despertar. 
Ano passado, houve o alinhamento planetário e na meditação deste dia pude ver que de dentro de uma lótus saía o DNA de luz. Esta energia maravilhosa está entrando nas células daqueles que dão abertura e coisas incríveis começam a acontecer. A intuição vai se aguçando, você é capaz de perceber melhor a sua energia e a dos outros, sua escuta é diferenciada, sua visão interior é cada vez mais clara, a mediunidade vai se aflorando, a essência vai se expressando, etc. Um novo mundo se abre pra você, e é um universo inteiro dentro de ti. 2017 foi um ano de muito aprendizado, muito MESMO. Muitas experiências, muitos insights. Ainda nem acabei de contar tudo que aconteceu na viagem do Peru, mas ainda vou hahaha. Enfim, ano passado eu descobri a minha força. Descobri que sou capaz sim. Descobri minha força que vem da Terra, que vem de Pachamama, que me enraíza e faz brotar. Me faz realizar meu propósito nesta vida. Com esta força, meus pés firmes no chão, segui em direção de dar meus primeiros passos. Resolvi testar a minha medicina, testar a prática da teoria. Testei em pessoas próximas e o resultado sempre foi incrível. O que eu ia trabalhando no plano espiritual sem dizer nada, foi se confirmando no relato de quem recebia. Momentos de pura conexão e êxtase pudemos presenciar juntos.  Fui canalizando uma terapia linda, intuitiva e extremamente poderosa. Por muito tempo me perguntava "o que é isso que estou fazendo? qual é o nome disso?". Meus amigos não conseguiram me ajudar nesta missão, o nome não vinha de jeito nenhum. Até que, antes de ontem, finalmente, como num sussurro quando havia acabado de fechar os olhos para dormir veio: Reconexão Energética Essencial. Mas ainda sentia que não era bem essa a sigla. REE... FREE? Pensei: talvez seja uma faxina reconectiva energética essencial. Não. Ainda não estava bom. Até que veio: TREE! Terapia Reconectiva Energética Essencial! SIM! Senti no meu coração de que era exatamente o que eu fazia! T.R.E.E! Uma terapia que tem a prática e a teoria (que estará em eterna construção) e que como símbolo tem a árvore! CLARO! EUREKA!
Agora vamos para a parte interessante que faz tudo se encaixar:

Toda vez que eu começo o trabalho em alguém, inicio pela proteção e enraizamento. Decreto o Tubo de Luz e chamo pela proteção de Arcanjo Miguel (pra quem não sabe, este anjo tem forte influência na minha vida e você pode saber mais da minha trajetória espiritual aqui). Logo depois disso, vou nos pés da pessoa, pedindo conexão com Pachamama, a energia da Grande Mãe, para que crie raízes fortes com a Terra, para que o corpo esteja bem aterrado, e então dar continuidade para que a cabeça esteja no céu, elevada, conectada com o Pai Celestial, o Grande Espírito. E ao centro, a essência conhecerá a união desses dois elementos e os transcenderá, mergulhando-se em Si-Mesma e na energia do Amor e da Fonte. Durante o trabalho, vou limpando o campo energético e fazendo cada chakra voltar a fluir, mas com cada pessoa o trabalho acontece de uma forma diferente, aí entra o papel da intuição e da singularidade de cada alma. Uso cristais, incensos e desde sempre me coloco a disposição para ser instrumento de algo maior do que eu. EU SOU canal de transmissão da Energia Essencial Criadora. Portanto, acontecem a limpeza, a energização e a reconexão. Este é meu trabalho.
E o que a árvore tem a ver com tudo isso?
Vamos ver quais são os significados simbólicos da árvore em diferentes culturas:
Existem duas árvores muito importantes para o Cristianismo e o Judaísmo. A Árvore da Vida se localiza no paraíso e é imortal, eterna, a energia vital do Universo. A Árvore do Conhecimento, no qual comeram o fruto proibido, é também a Árvore do Bem e do Mal, ou seja, da dualidade. Para mim, isso se implica no seguinte: a Árvore da Vida, como o nome já diz, representa a vida em essência, que nunca morrerá, nossa essência nunca morre. Já a Árvore do Conhecimento, representa o fruto que nos separa de nossa essência, ou seja, o ego. O Ego cria a ilusão da dualidade, e ele é quem acha que detém o conhecimento sobre si-mesmo, mas não. O Conhecimento de Si-Mesmo vêm quando transcendemos o bem e o mal, o embate entre a luz e a sombra, e experimentamos o conhecimento da Consciência. O Ego é quem divide o eu e o outro, enquanto o Self une o NÓS, pois sabe que tudo é UM.
Para os budistas, foi debaixo de uma árvore sagrada que Buda tornou-se iluminado, através da meditação e do mergulhar em si, pôde trazer luz para Si-Mesmo e compreender os mecanismos do Ego, seus desejos e ilusões da mente. Buda entendeu que em essência, o sofrimento não existe.
Desde a Antiguidade, em inúmeras culturas, a árvore é o símbolo da ligação entre o Céu e a Terra. Liga o plano espiritual ao terreno, tanto em sua forma original com as raízes plantadas ao chão e elevando-se até as mais altas dimensões, quanto em sua forma invertida, com suas raízes no Divino e estendendo-se ao mundo humano. Símbolo de ancestralidade, de genealogia, de destino e possibilidades.
Além da representação simbólica, sabe-se que as árvores e as plantas também se alimentam de luz, assim como nós também precisamos no sentido metafórico. Elas se reproduzem, pois contém em si-mesmas os gametas masculino/feminino! Assim como nós em essência possuímos estes dois princípios. Dizem que as árvores se conectam entre si e podem até se comunicar... E além de tudo, precisamos que elas RESPIREM para que possamos respirar. Quanta coisa temos em comum com estes seres maravilhosos? Quanta coisa temos intimamente conectadas às arvores? 


E é com muito prazer que eu venho anunciar oficialmente o meu trabalho com T.R.E.E! 
Cada trabalho é individual e leva em média 1 hora. Como ainda estamos num mundo materialista e não posso fazer nada de graça, mesmo que eu queira muito, por enquanto deixei o preço mínimo de R$55,00 e quem sentir que valeu mais do que isso, pode ficar à vontade para colaborar. Quem quiser entrar em contato pode mandar email para evelynbonani@hotmail.com ou chamar no whats (12) 98216-1318. Atenderei principalmente em São Paulo e eventualmente em Ubatuba e São José dos Campos, devido aos grupos de meditação (sai a agenda no próximo post).
Gostaria de deixar claro, que este trabalho está desvinculado à minha profissão como psicóloga. T.R.E.E não se trata de psicoterapia. Tanto os grupos de meditação quanto a T.R.E.E são projetos pessoais, ligados à minha vida e às minhas crenças. Óbvio que o conhecimento obtido, por exemplo, dos arquétipos, do funcionamento da mente e dos símbolos não se desvinculam de quem eu sou, mas é bom deixar claro que são trabalhos diferenciados.
Meu trabalho como psicóloga é outro, baseado em teorias psicológicas consolidadas, regido por um código de ética e protegido pela esfera clínica de sigilo e neutralidade. 


Gratidão por sempre me ajudarem a viver o meu propósito! Meu coração se enche de amor <3
Até logo,
Evy



You May Also Like

0 comentários