Sobre o dia do alinhamento planetário

by - 23:11



Tive uma crise. Uma crise que não sei se é comum. Já vi e vivi tanta coisa espiritual nessa vida terrena, mas há algo que sinto e é maior do que eu. Sinto saudade de casa. Se é que posso chamar de casa, mas também gosto de chamar de Fonte. Eu me lembro de como é, qual a sensação... e penso no que faria assim que voltasse. Me jogaria, abraçaria e transbordaria em energia de luz, jorraria amor e aqueceria todo meu ser em Sua presença. Sentir a pura energia do Todo é possível ainda que estejamos na Terra... Mas é diferente. Esse corpo é denso e nossa realidade nesse planeta é pesada. Muitos são assolados pela fome, mesmo que haja comida para todos. Muitos em guerra, mesmo que em nome da paz. Muitos atingidos por desastres naturais. Muitos sem um teto. Muitos que exploram seu povo... Inclusive, fica difícil não se deixar atingir por essa onda de corrupção e confusão política. A ganância toma conta, o ego venda os olhos. Mas o que fazemos para mudar a situação? Eu acredito que toda grande revolução começa por uma força que te move a lutar. Que possamos lutar à favor do amor pelo amor e não pela violência. Poder é possibilidade. Poder é porque eu posso escolher, eu posso ser, eu posso viver, eu posso exercer meu propósito...Que nós possamos começar essa revolução por uma transformação interna de resgate da nossa força como Unidade. Somos um! Essa consciência precisa ser desperta em mais gente. O sistema está falido. Algo vai acontecer. O dinheiro virou tempo. As paisagens ficaram cinzas. Tem bomba nuclear nos noticiários. Parece que não aprendem com o passado... Chegou a hora de olharmos para o nosso passado e aprendermos a não repetir os mesmos erros, percebermos os padrões e as repetições que nos limita. Agora é a hora de evoluir e agir. Chegou a hora da mudança.


Ontem à noite meditei e vi uma lótus de luz que se abria e dela saía o DNA. Logo depois, pela primeira vez em São Paulo, olhei para o céu e ele estava muito estrelado. O cinturão de Órion bem aqui na minha janela, as 3 marias que eu amo tanto olhar desde criança. Eu abri um sorriso e falei em voz alta como numa contemplação "Órion..." e no mesmo segundo passou uma estrela cadente. Eu me senti completamente conectada com o universo. 
Dormi e acordei animada para o dia do alinhamento, me preparando também para a meditação ao vivo que marcava o fim do projeto das 11 mortes e 11 sementes. Acendi o incenso, escolhi uma música... tudo sendo sentido carinhosamente e fui direcionando intenções para cada etapa. Fiz minha oração, me coloquei à disposição da vontade Dele, reforcei meu propósito de ser instrumento, canal de energia e pedi para que Sua presença chegasse a todos que participassem.
Minha menstruação veio logo pela manhã e pensei nesse símbolo. Justo hoje, num dia de alinhamento planetário, me veio a força da energia do sagrado feminino em sincronia com o ciclo da lua nova. A energia da Grande Mãe, da Vida, de Pachamama. Alinhada com o universo. 
Programei meu cristal lemuriano para nos conectar pela energia da Unidade do Amor, e também, canalizar a força da energia do sagrado feminino para as pessoas. Coloquei o cristal na altura do meu útero.
Antes de começar a live, mentalizei e falei em voz alta (dei uma modificada no Pai Nosso):
"Pai nosso que estás no céu, Mãe nossa que estás na Terra, o Todo que está em tudo. Santificado seja o vosso nome. Venha a nós o vosso reino. Seja feita a vossa vontade, assim na Terra como no Céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje. Perdoai as nossas ofensas, assim como nós perdoamos à quem nos tem ofendido. E não nos deixes cair nas ilusões do ego. Porque Seu é o reino, o poder e a glória para sempre. Assim é. Amém."


Começamos a meditação às 11:11 com o decreto de proteção do Tubo de Luz e a conexão com o nosso coração. Li uma oração essênia que há tempos havia salvado e guardado para um momento especial.
Durante a meditação, conseguia sentir o fluxo. Mas foi a primeira vez que senti mais o externo, do que internamente... até porque, em certo momento chegou gente em casa, o cachorro começou a latir, a calopsita começou a gritar, e eu tive que me desconectar para resolver isso. Mesmo que este improviso tenha acontecido, as pessoas que participaram tiveram experiências maravilhosas e ao final do processo meditativo puderam relatá-los (o próximo post será desse feedback lindo). Mas fiquei triste que isso interrompeu minha conexão. De qualquer jeito, sempre fico muito feliz e surpresa porque cada um conta algo incrivelmente sagrado em sua experiência singular das meditações que venho proporcionando.
Enfim... Fui fazer meu almoço e terminei a série do netflix Touch. Fiquei chateada porque acabei a segunda temporada (que é muito foda), mas ela não foi renovada e cancelaram.
De tarde, aconteceu uma coisa estranha. Tanto o meu pai quanto a minha mãe trocaram a foto do perfil do facebook e eu estava em ambas. Até pensei que poderia ser um indício de uma nova era mesmo pra mim no sentido familiar e que a chama violeta de Saint Germain, patrono da era de Aquário, está me ajudando a transmutar esse karma.
Conversei com meu namorado e ele percebeu que eu estava estranha. E sim, eu estava, mas não sabia dizer bem o por quê. Contei que poderia ser porque a série acabou ou porque eu não me senti tão conectada como queria ter ficado na meditação. Ele me sugeriu que às vezes era pra eu ser só instrumento de canalização hoje mesmo e o imprevisto não foi por acaso. Nada é por acaso. Disse que as pessoas sentiram e experienciaram coisas maravilhosas e isso me deixava feliz. Qualquer coisa, eu poderia meditar sozinha outra hora e ele acreditava que eu sentiria a força da energia como esperava. 
Pensei mesmo que seria uma boa ideia meditar depois, mas antes eu precisava dormir.  Estava me sentindo muito cansada. Dormi um pouco e acordei com muita cólica. Mudava de posição e nada. Tentei concentrar energia nas minhas mãos e passar cura para que a dor saísse, e nada. Me senti mais desconectada com a minha energia. Não queria ter que tomar remédio...
Resolvi fazer outras coisas para esquecer da dor. Fui queimar a carta da permissividade que tinha escrito no dia anterior por sugestão do @eusouodu. Nessa carta, coloquei tudo que doei da minha essência para o outro esperando algo em troca. Tudo que permiti e tolerei viver, fui permissiva. Agradeci e então pude queimar para transmutar essa energia. 
Decidi que ia tentar meditar sozinha como havia pensado. A cólica incomodando muito. Queria entender o símbolo de estar com dor no útero bem agora, sendo que de manhã quando estava me sentindo conectada, eu não estava com essa dor. Eu estava irritada. Eu estava estranha. Me veio um sentimento de impotência e solidão por uns instantes e sabia que isso era puro reflexo da minha mente egóica, mas por quê eu estava me sentindo assim?
Desisti da meditação. Minha amiga Gabi havia me mandado uma mensagem e eu fui conversar com ela...

Maravilhosa, né mores? Ouvi suas palavras e sim, talvez fosse isso. Eu não estava aceitando minha experiência humana. No fundo, eu queria que algo grandioso tivesse acontecido hoje. Estava esperando por grandes mudanças. Estava muito no ego e não conseguia dar valor as pequenas mudanças, sinais. Estava até duvidando da minha capacidade, questionando minha existência... Me vinha pensamentos desarmônicos. Mesmo que hoje meus pais tenham me surpreendido com a sincronicidade de colocar a nosso foto como perfil. Mesmo com as pessoas me contando sobre suas experiências maravilhosas e me agradecendo pelo o que estou fazendo. Mesmo que me foi mostrado na noite anterior que a mudança viria também no DNA, algo invisível a olho nu, mas que é a base da estrutura humana. Mudando isso, grandes mudanças acontecem. Eu é que não estava com paciência. Ignorei tudo isso porque estava esperando ver a mudança de uma hora para a outra. Bem cara de quem caiu numa ilusão que o ego criou, né?
Eu fiquei mal. Não aguentava mais a cólica e fui tomar um remédio. Precisava entender de onde estava vindo toda essa expectativa.
Comecei a me questionar, questionar se eu estava sozinha (olha o absurdo hahaha, eu sei mt bem que nunca estamos sozinhos, pois temos nossos anjos, guias, mentores...) mas era isso que estava sentindo. Sentia que queria voltar logo. Voltar para aquele lugar de amor, a Fonte, descrita no início desse texto. Por um instante, eu não queria mais a experiência humana. Cansei de ver tanta coisa errada no mundo. Nisso, me percebi entrando numa vibração mais baixa e sabia que não era esse o caminho. Não era isso que eu queria pra mim. Essa não era minha essência, era meu ego fazendo birra. Mandei mensagem pro meu namorado para ver se se a gente conversasse eu me sentiria melhor, mas ele não estava com internet.
Precisava resolver isso comigo mesma.
Decidi, então, fazer minha própria meditação lá do @luzdaconsciencia. Ser guiada por mim e me conectar com a energia de todos que participaram. Havia acabado de começar e meu namorado me ligou e contei como estava me sentindo.
Eis que Anjo Samuel começa a falar...
Ele entendia minha saudade e meu descontentamento com a humanidade. Ele entendia minha vontade de deixar a 3D e vibrar mais alto. Também entendia que minha expectativa tinha sido muito alta e eu me frustrei. Mas, como eu deixaria aqui, esse plano, quando ainda não cumpri tudo o que tenho que cumprir? Como que um dos melhores guerreiros (hahah isso é a visão dele ok, gente) poderia abandonar o meio da guerra? Se eu fosse inútil, não estaria aqui. Se não fosse para continuar a construir um novo mundo, eu não estaria vivendo tudo isso. Se eu não conseguisse olhar e aceitar esse mundo como está, bastasse eu olhar para trás e ver o tanto que eu passei para estar justamente aqui agora. As dores e o sofrimento que eu não aguentava mais sentir e ver, faz parte do processo. Ninguém batalha pela luz sem encarar as trevas. Eu precisava aceitar essas condições humanas porque fazem parte do que eu escolhi para evoluir. Um dia eu voltaria para aquele lugar. Mas olha que maravilhoso tudo que a minha existência estava proporcionando! O tanto de gente que vem despertando por me conhecer como canal. O tanto de gente que vem se transformando porque compartilho a minha luz e minha transformação. Meu trabalho não estava sendo em vão e não poderia acabar agora.
Eu ouvia tudo isso e chorava. Ele conseguiu dizer exatamente o que eu precisava ouvir. Às vezes os nossos anjos usam a boca das pessoas para mandarem mensagens. Essa foi uma das vezes que anjo Samuel entrou em ação hahah Ele já tomou essa forma outras vezes. Nada do que ele falava era algo que eu não soubesse, mas por um instante, esqueci. E o que acontece quando nós esquecemos de quem somos ou porque estamos aqui? Entramos em crise. Quantas vezes já disse que as crises são necessárias para mudanças?... Quantas vezes damos conselhos que nós mesmo esquecemos de ouvir quando precisamos, né? Essa crise existencial precisou acontecer. Eu precisava lembrar que a luta continua. Devo continuar marchando pela luz. Colocar minha armadura e pegar a espada da verdade que Arcanjo Miguel me instruiu a usar. Eu tive que passar por isso para poder alinhar meu propósito com o universo. Esta é hora de realmente continuar fazendo o que vim fazer aqui. Eu Sou o que eu sou e pelo meu poder do livre-arbítrio eu escolho ser a minha essência de luz. É isso que vai acontecer com quem estiver nessa Terra! É esse o salto quântico. É isso que simboliza o DNA saindo de uma lótus de luz. Nós vamos assumir quem somos e transcender! A mudança já está acontecendo, somos parte da mudança!
Escrevi tudo isso no caderno para que pudesse me desenrolar e compreender essa crise do alinhamento planetário. Agora sim eu consegui me sentir conectada novamente <3 
É hora de estar conectado à essência. Voltar-se ao seu centro. Buscar a luz da consciência.
À serviço da Luz estou, Eu Sou.
Eu me alinho ao Universo.
FELIZ NOVA ERA!
Evy.
Age/ Angel of Aquarius

You May Also Like

0 comentários